Idosa de 72 anos é atacada por três pitbulls - A Voz da Região

Agora

sexta-feira, 10 de dezembro de 2021

Idosa de 72 anos é atacada por três pitbulls



Uma idosa de 72 anos e um vizinho dela, de 48, foram socorridos com vários ferimentos depois de serem atacados por três pitbulls em Itaporanga, no interior de São Paulo. Antônia Pereira Raimundo relatou ao portal G1 que estava na frente de casa na manhã de segunda-feira (6), na Vila Alvorada, quando três cachorros desceram a rua correndo e a atingiram.


“Eles vieram lá de cima, da avenida que vai para o sítio. Foi do nada. Aí o vizinho veio correndo para me acudir e se machucou mais do que eu. Teve corte nas pernas dele, nas roupas, cortou tudo”, lembra Antônia.


Segundo Antônia, o ataque teve fim quando um caminhão de lixo passou pela rua e os funcionários atingiram os cães com tijolos, fazendo com que eles fugissem para uma área de mata.


“Eles acudiram o homem, aí nem vi mais nada. Os cachorros iam tirar pedaço de mim, pensei que ia morrer”, lembra a idosa.


O Samu de Avaré foi acionado para atender a ocorrência. De acordo com a unidade, a idosa tinha cinco mordidas de cachorro com perfurações, na perna, ombro e mãos.


Já o atendimento do vizinho não consta no registro do Samu porque ele foi socorrido ao hospital pelos próprios familiares. A filha dele contou que o pai teve vários ferimentos e perdeu bastante sangue.


“Meu pai conta que subiu a rua gritando socorro, que estava sem forças e achou que iria morrer, mas ele conseguiu subir até a casa da minha avó. Meu primo me chamou e eu saí desesperada. Quando o vi todo ensanguentado, entrei em pânico. Parecia cena de terror ver meu pai naquele estado”, relata a filha, que preferiu não se identificar.


Os dois feridos foram levados ao Hospital Nossa Senhora das Graças, em Itaporanga, e receberam alta no mesmo dia.


Além de Antônia e do vizinho, moradores contaram que uma terceira pessoa também foi atingida pelos cachorros. As vítimas se recuperam em casa e disseram ao g1 que não pretendem registrar boletim de ocorrência.


“O dono foi super atencioso, veio em casa, comprou remédios e pediu desculpas. Ele ficou muito nervoso também de saber o que tinha acontecido”, explica a filha do homem atingido.



(Fonte/ G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();