Ajudante de pedreiro mata bebê de 7 meses após ficar irritado com choro do filho. - A Voz da Região

Agora

terça-feira, 9 de julho de 2024

Ajudante de pedreiro mata bebê de 7 meses após ficar irritado com choro do filho.


O ajudante de pedreiro Wenas Sousa Morais, de 23 anos, foi preso em flagrante sob acusação de matar seu filho de sete meses, na madrugada de segunda-feira (8), na comunidade Tamanduateí, no Ipiranga, zona sul de São Paulo. Ele admitiu à polícia que agrediu o bebê devido à irritação causada pelo choro. Essas informações foram publicadas pelo jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com o relato, no domingo (7), Wenas recebeu visitas em sua casa, onde mora com a esposa de 21 anos e os filhos, um de dois anos e o bebê de sete meses, e consumiu cerveja.

Segundo o boletim de ocorrência, após a saída das visitas, o bebê começou a chorar, o que provocou a irritação do pai, levando-o a agir de forma agressiva. Em determinado momento, ele percebeu que o bebê não chorava mais e estava desacordado.

Em seu depoimento, a mãe relatou que estava tomando banho quando ouviu o choro do bebê, o que a impediu de socorrê-lo imediatamente. Enquanto se vestia, ela pediu ao marido que colocasse o bebê no berço, momento em que ele notou que o bebê estava sem reação e frio.

Com receio da demora do Samu, o casal teve que contar com a ajuda de um vizinho para levá-los ao hospital, onde a criança chegou sem vida. A médica que atendeu o caso observou hematomas pelo corpo da criança e, desconfiada, acionou a Polícia Militar.

Somente na delegacia, o pai confessou à esposa que havia perdido a paciência e agredido o filho, desmentindo a versão de que a criança havia sofrido uma queda. Ele admitiu o crime, que foi registrado como homicídio.

Fonte: JJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário