Após voto de 'Xandão', STF adia julgamento sobre porte de drogas para consumo pessoal - A Voz da Região

Agora

quarta-feira, 2 de agosto de 2023

Após voto de 'Xandão', STF adia julgamento sobre porte de drogas para consumo pessoal

 



Com quatro votos para liberar o porte de maconha para consumo pessoal, o Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu o julgamento que discute a descriminalização do porte de drogas para uso próprio. Ainda não há prazo para o caso ser retomado.


O relator da ação, ministro Gilmar Mendes, pediu mais tempo para analisar os votos apresentados e prometeu liberar o processo nos próximos dias.


A presidente da Corte, ministra Rosa Weber, atendeu ao pedido. No entanto, não designou data e se comprometeu a adaptar a agenda para quando o ministro puder liberar o caso. Ela também pontuou que gostaria de apresentar seu voto — Rosa se aposenta no fim de setembro.


O STF julga a constitucionalidade de um dispositivo da chamada Lei de Drogas, que considera crime adquirir, guardar e transportar entorpecentes para consumo pessoal.


No julgamento, porém, os ministros não vão tratar da venda de drogas, que vai seguir como ilegal.


Atualmente, embora seja crime, o porte de drogas para consumo pessoal não leva à prisão. Os processos correm em juizados especiais.


As punições aplicadas normalmente são advertência, prestação de serviços à comunidade e medidas educativas. A condenação não fica registrada nos antecedentes criminais.


Já a pena para o tráfico de drogas varia de 5 a 20 anos de prisão.



Fonte G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário