Caso Lara: polícia analisa substância encontrada no corpo de adolescente que desapareceu após sair para comprar refrigerante - A Voz da Região

Agora

quinta-feira, 24 de março de 2022

Caso Lara: polícia analisa substância encontrada no corpo de adolescente que desapareceu após sair para comprar refrigerante






A Polícia Civil analisa uma substância encontrada no corpo da adolescente Lara Maria Oliveira Nascimento, de 12 anos, que foi achada morta no sábado (19), em Campo Limpo Paulista (SP), com marcas de violência no corpo.


A adolescente desapareceu no dia 16 deste mês, quando saiu de casa para comprar um refrigerante em uma mercearia a cerca de 600 metros de sua casa. O corpo de Lara foi encontrado com marcas de violência, no sábado (19).


Segundo o delegado Rafael Diório, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí (SP), existem várias possibilidades de investigação: se ela já chegou com o material no corpo ou se foi jogado para confundir o odor ou até a localização, por exemplo. A polícia solicitou a análise deste material para verificar qual seria essa substância.


A Polícia Civil também analisa imagens que mostram um carro parado perto do local onde Lara foi vista pela última vez em Campo Limpo Paulista (assista acima).


As imagens mostram o momento em que o carro para perto do local, no mesmo dia e próximo ao horário em que a menina desapareceu.


Em determinado momento, o motorista sai do veículo e olha ao redor, depois entra novamente no carro e segue o caminho.


O delegado Rafael Diório disse, que além desta imagem, outros vídeos também estão sendo analisados.

"É precoce uma análise já de pronto de apontamento de autoria, apontamento de suspeito principal. Isso é precoce. Não é só esse vídeo, vão ser analisados outros que nós tentamos recolher nas residências ao redor. Então, vai ser um conjunto desse vídeo", explica.


(Fonte G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();