Com chuvas intensas, represa de Jundiaí atinge a capacidade máxima de 105% - A Voz da Região

Agora

terça-feira, 8 de fevereiro de 2022

Com chuvas intensas, represa de Jundiaí atinge a capacidade máxima de 105%

A represa de Acumulação de Jundiaí, que fica no Parque da Cidade, já ultrapassou a capacidade máxima de 9,3 bilhões de litros. Isso faz com que a água tenha que ser liberada pelo extravasor, um dispositivo de segurança que serve para escoar o excesso decorrente do alto volume de chuvas dos últimos dias.

“A represa não tem comportas para o controle de cheias, mas temos o extravasor, uma estrutura fixa em concreto, que escoa a água quando a represa está com a capacidade máxima. Não há um controle operacional da DAE que possa ser feito para abrir uma comporta”, explica o gerente de eletromecânica e operações da DAE, Leandro Lopes Ferro.

Todo ano, neste período de janeiro a março, é comum a represa atingir a capacidade total. Mesmo assim, é importante usar a água de modo consciente, para que ela não falte na época de estiagem.

“Se não tivermos chuvas regulares ao longo do ano, o excesso de água em poucos dias já vai acabar, e aí a água da represa passará a ser consumida normalmente, como acontece ano após ano”, diz Leandro.

(Fonte: TVTEC Jundiaí/Imagem: Prefeitura de Jundiaí)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();