Réplica infantil de Fusca conversível é guinchada pela polícia em SC; VÍDEO - A Voz da Região

Agora

sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

Réplica infantil de Fusca conversível é guinchada pela polícia em SC; VÍDEO

Segundo matéria do portal G1 a Polícia Militar de Itapoá, no Norte catarinense, apreendeu um carro infantil, réplica de um Fusca conversível que usa motor de verdade, que transitava em uma das ruas da cidade no sábado (1º).

O miniveículo pode transportar até duas pessoas e é destinado a lazer. Segundo a fabricante, a velocidade dele pode atingir até 45 km/h e deve ser usado em propriedade particular.

Link do vídeo >https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2022/01/05/menina-de-7-anos-tem-carrinho-infantil-guinchado-pela-policia-apos-passeio-em-rua-de-sc-video.ghtml?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=g1

De acordo com especialista ouvido pelo g1, o veículo não possui regulamentação própria no Código Brasileiro de Trânsito, e o seu uso deve ser restrito a áreas de lazer. Leia detalhes mais abaixo.

O brinquedo é de uma criança de 7 anos, filha de Simone Franca. A família mora no Paraná e possui uma casa de praia no litoral catarinense, onde passava o réveillon. Além da menina, o pai dela estava no carrinho.

Polícia diz que já tinha orientado família

De acordo com a PM, a família já havia sido orientada a não transitar na rua com o veículo infantil, e o minicarro foi guinchado "por não oferecer condições de segurança, não possuir documentação necessária e por ser 'dirigido' por pessoa não habilitada".

A polícia também informou que era a criança quem conduzia o carrinho no momento da abordagem, e comentou que o pai da menina vai responder criminalmente "por entregar o veículo a condutor não habilitado e menor de idade".

A família contesta a afirmação de que teria sido orientada previamente a não transitar com o veículo em via pública. Segundo Simone, o pai da menina foi multado e teve a habilitação suspensa.

"Simplesmente, ele [o policial militar] parou a gente e já foi chamando o guincho. Eu fui mostrar a nota fiscal e ele não quis ver", disse .

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas