Jundiaí registra mais de 6,3 mil casos de síndrome gripal em uma semana - A Voz da Região

Agora

quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

Jundiaí registra mais de 6,3 mil casos de síndrome gripal em uma semana


As festas de final de ano deixaram os seus primeiros presentes indesejáveis no começo deste ano, e as secretarias de saúde da região vem sentindo o impacto no atendimento específico para síndrome gripal. Entre os dias 27 de dezembro a 02 de janeiro, entre os serviços de Atenção Básica e Especializada foram recebidas 6.326 pessoas com sintomas de gripais como febre, dor no corpo, dor de garganta, coriza e tosse. O número é 57% superior ao pior momento da pandemia da COVID-19, registrado na segunda quinzena de março de 2021, quando 4.023 pessoas passaram pelos serviços públicos de Saúde da Prefeitura de Jundiaí.


A diferença entre os dois períodos está na positividade dos casos. Enquanto no ano de 2021 cerca de 50% dos atendimentos eram positivos para COVID-19, na última semana o percentual é inferior a 5%. “É essencial que as pessoas mantenham as medidas de proteção contra os vírus respiratórios, seja da COVID-19 ou da gripe comum. Somente com a proteção individual é que será possível evitar que pessoas mais vulneráveis como idosos e crianças sejam contaminados e possam desenvolver formas graves, necessitando de leitos de internação”, alerta o gestor da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), Tiago Texera.


Para essa alta demanda, a Unidade de Gestão de Promoção da Saúde disponibilizou quatro Unidades Sentinelas voltadas para atender exclusivamente casos de síndrome gripal. Além da UPA Vetor Oeste e do PA Hortolândia (que tem o atendimento dividido entre adulto e infantil na antiga Creche do Idoso), o PA Retiro passou a atender exclusivamente pessoas com sintomas gripais com horário estendido até as 22h (entrada até as 21h).



(Fonte Jornal da Região)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas