Jundiaí - Aposentado perdeu a esposa, teve COVID-19 e se reinventou no programa Horta Urbana - A Voz da Região

Agora

terça-feira, 11 de janeiro de 2022

Jundiaí - Aposentado perdeu a esposa, teve COVID-19 e se reinventou no programa Horta Urbana

Ailton Ramos é um dos beneficiados pelo programa Horta Urbana

 Trabalhar com a terra faz parte da vida do aposentado Ailton Ramos há mais de 50 anos. Quando se inscreveu no programa ‘Horta Urbana’, da Prefeitura de Jundiaí, ele nem imaginava que cultivar hortaliças e legumes no espaço cedido pela Prefeitura traria não só uma renda complementar para a família, mas também a esperança de que ele precisava para viver.

O aposentado está com o cultivo em andamento no terreno da rua Luiz Oliveira Arruda, no Jardim do Lago, com previsão para colheita no final de janeiro. “Eu perdi a minha esposa em 2021 e ainda tive COVID-19. Se não fosse o programa Horta Urbana, acho que eu nem estaria aqui. Depois do vírus eu precisei lidar com as sequelas, mal conseguia andar… Mas mexer na terra me ajudou a melhorar, me fez muito bem”, explica.

Depois de passar por uma capacitação realizada pela Unidade de Gestão de Planejamento Urbano e Meio Ambiente, seu Ailton começou a preparar a terra e iniciou o plantio em dezembro. A expectativa é de que a primeira colheita aconteça no final deste mês. O aposentado explica o processo. “Comprei um caminhão de terra e seiscentos blocos de concreto, e aos poucos fui desenhando os canteiros. Para mim, é uma emoção muito grande, não vejo a hora de amanhecer para ir até a horta, faça chuva ou faça sol”, diz.

Desde a sua criação, em junho de 2020, o programa Horta Urbana já formou duas turmas, totalizando 32 pessoas. Destas, 22 estão trabalhando em áreas cedidas pela Prefeitura, como é o caso do seu Ailton.

(Fonte: TVTEC Jundiaí/Imagem: Prefeitura de Jundiaí)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas