Polícia de SP investiga Nego do Borel por suspeita de estupro contra modelo em reality show; cantor foi expulso - A Voz da Região

Agora

domingo, 26 de setembro de 2021

Polícia de SP investiga Nego do Borel por suspeita de estupro contra modelo em reality show; cantor foi expulso

Segundo informações do portal G1 a Polícia Civil abriu inquérito para investigar o cantor Nego do Borel, de 29 anos, por suspeita de ter cometido estupro de vulnerável contra a modelo Dayane Mello, de 32 anos, na madrugada deste sábado (25), durante o reality show 'A Fazenda 13', da TV Record, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. Segundo os participantes, a mulher estava embriagada quando se deitou com ele.

A informação foi confirmada ao g1 pela assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública (SSP), por um familiar e pela comunicação da própria modelo que aparece como vítima no boletim de ocorrência. A investigação vai analisar vídeos do reality e interrogar Nego do Borel (saiba mais abaixo).

Por meio de nota, a assessoria de imprensa de Nego informou que vai "provar mais uma vez toda a sua inocência" (veja abaixo o comunicado). A assessoria de Dayane só confirmou a informação de que a polícia investiga o caso. A modelo chegou a dizer à Record: "'Nego, eu tenho uma filha. Não posso. Entendeu? Não posso".

O artista foi expulso da competição na tarde deste sábado após a direção da Record analisar as imagens, ouvir a modelo e entender que ele descumpriu as regras do jogo (leia abaixo a íntegra da nota).

Essa é a segunda investigação criminal feita pela polícia do estado de São Paulo contra Nego. Em setembro deste ano, o cantor foi indiciado por violência doméstica contra a ex-namorada, a modelo Duda Reis, de 20 anos. Em janeiro, ela tinha registrado boletim de ocorrência por estupro e ameaça contra ele na 1ª Delegacia da Defesa da Mulher (DDM) em São Paulo.

Além desse caso, Nego também havia sido indiciado em julho por violência doméstica contra outra ex-namorada, Swellen Sauer. Ela contou à Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) no Rio de Janeiro, que foi agredida por ele.

Fonte: G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas