Polícia realiza simulação de roubo a banco em Jundiaí - A Voz da Região

Agora

quarta-feira, 28 de julho de 2021

Polícia realiza simulação de roubo a banco em Jundiaí

Uma simulação de roubo a banco foi feita pela polícia em Jundiaí (SP) na noite de terça-feira (27). O treinamento foi realizado na Rua Barão de Jundiaí, que concentra várias agências bancárias. Cerca de 30 policiais militares, bombeiros e agentes de saúde participaram.

A Polícia Militar interditou ruas do Centro e o espaço foi preparado para o exercício de simulação de um assalto a caixa eletrônico, realizado como forma de treinamento da equipe.

“Nada é real, aqui é tudo treinamento. Nós utilizamos munição de festim, tudo com máxima segurança possível”, comenta o tenente Silvio Félix de Araújo.

O treinamento começou com a chegada de veículos com supostos bandidos. Fumaça foi usada para simular que um dos veículos havia sido incendiado na intenção de dificultar a chegada da polícia.

Os policiais que faziam patrulhamento foram surpreendidos pelos “bandidos”, momento em que aconteceu a simulação de uma troca de tiros.

A Força Tática da Polícia Militar foi chamada para dar apoio à ocorrência e os bandidos acabaram rendidos e presos. A equipe de resgate também treinou o socorro aos policiais feridos.

“Para o Corpo de Bombeiros, simplesmente, a gente adquire novos conhecimentos trabalhando em conjunto com a Polícia Militar neste tipo de ocorrência e também aperfeiçoamos nossas técnicas e nossos métodos”, afirma o sargento Anunciação do Corpo de Bombeiros.

Durante o treinamento, os policiais usaram até um fuzil belga, que chegou há cerca de 15 dias para a PM de São Paulo. O equipamento é mais moderno e com maior precisão de mira.

O sargento Toledo era quem conduzia a equipe que foi surpreendida na simulação e garante que a cena foi a mais real possível. “Isso é bom para o policial e para área bancária também, a gente treinar em um cenário bem melhor”, afirma.

O sargento Soares participou simulando o papel dos bandidos. Para ele, a atuação foi importante para entender a ação dos criminosos e ajudar nas ocorrências. “A gente conhece o outro lado. Assim, nós conseguimos ver alguns detalhes que, quando a gente está na viatura, passam despercebidos”, conta.

A Polícia Civil também fez o trabalho de perícia e coleta de informações que ajudam na investigação e treinaram na prática o uso de novas tecnologias que estão à disposição dos policiais.

“Usamos novas técnicas, câmeras de infravermelho e ultravioleta para buscar o máximo possível de autoria e dinâmica do fato”, conta o perito criminal Rodrigo Padovan.

A atividade foi baseada em um histórico de ocorrências parecidas e a intenção do batalhão de Jundiaí é fazer um treinamento como simulação a cada dois meses. Dessa forma, a polícia quer mostrar para os bandidos que está preparada para situações como essa.

“O policial está permanentemente em treinamento. Então, nós buscamos vir para um cenário mais próximo da realidade para que os policiais estejam prontos para dar segurança à comunidade em um evento real”, finaliza o tenente Silvio Félix de Araújo.

(Fonte/Imagem: G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas