Casas Bahia anuncia plano com fechamento de até 100 lojas e corte de 6 mil funcionários - A Voz da Região

Agora

sábado, 12 de agosto de 2023

Casas Bahia anuncia plano com fechamento de até 100 lojas e corte de 6 mil funcionários

A Via, dona das marcas Casas Bahia e Ponto (antigo Ponto Frio), anunciou um novo plano de negócios nesta quinta-feira (10), que inclui o fechamento de até 100 lojas ainda em 2023 e a demissão de 6 mil funcionários.

A companhia espera ter uma redução de até R$ 1 bilhão em estoques neste ano e pretende adotar mudanças na forma de captação de recursos para financiar o crediário (uma forma de pagamento oferecida aos clientes).

Segundo o presidente da Via, Renato Horta Franklin, a empresa já começou a reduzir o número de lojas. O plano é fechar entre 50 e 100 unidades.

Para essa redução bilionária dos estoques, a ideia da Via é levar os produtos que menos geram lucro para a empresa - principalmente os itens de menor preço - para o seu marketplace, deixando as lojas físicas apenas com o que oferece maior lucratividade para a companhia.

"Esse ajuste das 100 lojas vai trazer uma liberação de estoques de R$ 200 milhões", afirmou o presidente da empresa.

Mudança na gestão

A transformação do modelo de negócios ocorre depois de uma mudança na alta gestão da companhia durante o segundo trimestre deste ano.

Renato Horta Franklin saiu da empresa de aluguel de carros Movida para assumir a presidência da varejista, e Elcio Mitsuhiro - que passou pela produtora de itens automotivos Iochpe-Maxion e empresa do ramo alimentício BRF - ocupa agora a cadeira de diretor financeiro.

Franklin explica que a companhia já tinha uma estratégia de crescimento focada nas vendas pelos meios digitais, além da abertura de novos canais, da expansão de lojas e de aposta em fintechs.

"Nós entendemos que isso tudo foi feito. Construímos uma super plataforma, e ela já é grande. Então, entre investir para crescer mais essa plataforma ou pegar e rentabilizar o que tenho aqui, preferimos ganhar dinheiro com o que tem aqui", diz.

Fonte: G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário