Procon Jundiaí identifica variação de até 136% em itens das ceias de Natal e Ano Novo - A Voz da Região

Agora

terça-feira, 20 de dezembro de 2022

Procon Jundiaí identifica variação de até 136% em itens das ceias de Natal e Ano Novo

Equipe do Procon realiza pesquisa de preços em mercados de Jundiaí

 Durante a coleta de preços do Procon Jundiaí, realizada nesta semana, a instituição identificou variação de preços em itens de até 136% entre os estabelecimentos, para itens que compõem as ceias de Natal e Ano Novo.

A coleta de preços comparativa foi realizada entre os dias 13 e 14 de dezembro, em estabelecimentos da cidade. Foram comparados os preços de 52 dos seguintes itens de diferentes marcas: azeites, carnes, lentilhas, conservas, farofas prontas, panetones tradicionais e de chocolate.

O objetivo da pesquisa é oferecer ao consumidor uma referência por meio dos preços obtidos dentro da amostra da pesquisa. A coleta dos preços foi realizada presencialmente, em seis supermercados: Boa, Carrefour, Coopercica, Covabra, Pão de Açúcar e Tauste, com o indicador do preço à vista.

“As variações constatadas referem-se aos dias em que a coleta foi realizada e servem como indicador para que os consumidores pesquisarem antes de comprar, para economizar”, detalha a chefe do Procon Jundiaí, Valéria Alcântara.

Diferença

A maior variação encontrada, de 136%, foi no item farofa temperada sabor milho de 500g – com o menor preço identificado de R$ 6,17 e o maior, de R$ 14,59.

Já a farofa com batata palha de 500g, também foi encontrada variação de 90% – menor preço de R$ 4,69 e maior de R$ 8,89.

Entre as carnes, itens bastante procurados nesta época do ano, a maior diferença encontrada foi a do quilo do pernil dessossado temperado (congelado), chegando a 63%, com variação de R$ 22,99 a R$ 37,59.

Já nos panetones de chocolate de 400g, a diferença encontrada foi de 53% (R$ 14,99 a R$ 22,99).

O azeite de oliva extra virgem 500ml teve variação de 40% identificada entre um estabelecimento e outro, variando de R$ 21,29 a R$ 29,99. A lentilha seca de 500g teve preços identificados de R$ 11,59 até R$ 15,79, o que resulta em variação de 36%.

Dicas ao consumidor:

1 – Planejamento: Antes de sair para as compras dos itens da ceia de natal e ano novo, prepare o cardápio com antecedência e faça uma lista do que precisa comprar. Fique atento ao valor que pode gastar sem estourar seu orçamento, assim você evita compras por impulso ou desnecessárias. Certifique-se de verificar se a sua geladeira/congelador tem espaço para alimentos refrigerados.

2) Pesquisa de preços:  Sempre que possível, compare os preços dos produtos em folhetos, anúncios, encartes e também pela internet. Assim, poderá controlar quais preços são mais atrativos e ainda exigirá o cumprimento da oferta, no caso de propaganda enganosa. Preste bastante atenção aos valores indicados na prateleira e ao passar pelo caixa, o consumidor deverá fazer a conferência, pois se houver a diferença entre o valor anunciado nos folhetos ou nas prateleiras, deverá prevalecer o menor.

3) Prazo de Validade: Lembre-se sempre de verificar o prazo de validade e as recomendações do fabricante quanto ao armazenamento e uso adequado do produto. Preste atenção às condições sanitárias do estabelecimento e do pessoal.

4) Produtos da estação Uma boa dica econômica é privilegiar as frutas da estação que geralmente são mais baratas que as frutas secas.

5) Produtos de origem animal (carne, leite e derivados): Devem levar o selo do serviço de fiscalização. Não compre produtos de procedência/qualidade duvidosa.

6) Embalagem: Esteja atento às condições da embalagem e não compre produtos com rótulos avariados ou ilegíveis. Não compre produtos com latas amassadas ou enferrujadas.

7) Alimentos a vácuo/embalagens UHT:  Não compre produtos embalados a vácuo com bolhas de ar ou líquido ou embalagens UHT se a tampa estiver quebrada, aberta, inchada ou espremida.

8) Alimentos fracionados: A dica é comprar tudo que for pesado e rotulado na frente do consumidor. Evite comprar produtos pré-embalados, que geralmente são mais caros e não controlam o processo de corte e embalagem.

9) Nota fiscal: Sempre exija a nota fiscal e guarde, pois ela é documento que comprovará a relação de consumo e garantirá que os direitos dos consumidores sejam cumpridos.

Endereços das lojas visitadas:

BOA SUPERMERCADOS

Av. Osmundo Santos Pelegrine, 1.000 – Recanto IV Centenário.

CARREFOUR

Av Professora Maria do Carmo Guimarães Pelegrine, 800 – Vl. Vioto.

COOPERCICA

R. João Ferrara, 233 – Jd. Pitangueiras.

COVABRA

Av. Dr. Adilson Rodrigues, 2.100 – Jd. Samambaias.

PÃO DE AÇUCAR  

Rua Coronel Boaventura Mendes Pereira, 298 – Centro.

TAUSTE

Av. Antônio Segre, 79 – Ponte de Campinas.

(Fonte / Foto: Prefeitura de Jundiaí)

Nenhum comentário:

Postar um comentário