Nesta terça-feira (7), o Jornal Nacional surpreendeu o público com um silêncio perturbador durante a abertura do notíciario. O tradicional "boa noite" do anfitrião foi substituído por um silêncio tenso e incômodo. Enquanto isso, Renata Vasconcelos e Gerardo Pereira ficaram calados. O movimento rapidamente repercutiu nas redes sociais. Quem acompanhou o JN acreditou que o silêncio de Renata e Heraldo estava relacionado a algum tipo de bug ou falha técnica. Mas não era o caso "O silêncio é desconfortável", disse o primeiro deles. Logo depois, o jornal deixou claro do que se tratava o momento: uma homenagem ao Dia Nacional da Liberdade de Imprensa, que é comemorado no dia. "O caminho para a democracia é a informação" foi outra mensagem do noticiário. "Hoje é terça-feira, 7 de junho, Dia Nacional da Liberdade de Imprensa""Nosso gesto, nossa homenagem, é lembrar a importância desse direito fundamental à democracia", acrescentou. No Twitter, os usuários definiram a abertura do Jornal Nacional como "histórica", em grande parte devido aos recentes ataques a profissionais e veículos de mídia. - A Voz da Região

Agora

quinta-feira, 9 de junho de 2022

Nesta terça-feira (7), o Jornal Nacional surpreendeu o público com um silêncio perturbador durante a abertura do notíciario. O tradicional "boa noite" do anfitrião foi substituído por um silêncio tenso e incômodo. Enquanto isso, Renata Vasconcelos e Gerardo Pereira ficaram calados. O movimento rapidamente repercutiu nas redes sociais. Quem acompanhou o JN acreditou que o silêncio de Renata e Heraldo estava relacionado a algum tipo de bug ou falha técnica. Mas não era o caso "O silêncio é desconfortável", disse o primeiro deles. Logo depois, o jornal deixou claro do que se tratava o momento: uma homenagem ao Dia Nacional da Liberdade de Imprensa, que é comemorado no dia. "O caminho para a democracia é a informação" foi outra mensagem do noticiário. "Hoje é terça-feira, 7 de junho, Dia Nacional da Liberdade de Imprensa""Nosso gesto, nossa homenagem, é lembrar a importância desse direito fundamental à democracia", acrescentou. No Twitter, os usuários definiram a abertura do Jornal Nacional como "histórica", em grande parte devido aos recentes ataques a profissionais e veículos de mídia.

Nesta terça-feira (7), o Jornal Nacional surpreendeu o público com um silêncio perturbador durante a abertura do notíciario. O tradicional "boa noite" do anfitrião foi substituído por um silêncio tenso e incômodo. Enquanto isso, Renata Vasconcelos e Gerardo Pereira ficaram calados. O movimento rapidamente repercutiu nas redes sociais. Quem acompanhou o JN acreditou que o silêncio de Renata e Heraldo estava relacionado a algum tipo de bug ou falha técnica. Mas não era o caso "O silêncio é desconfortável", disse o primeiro deles. Logo depois, o jornal deixou claro do que se tratava o momento: uma homenagem ao Dia Nacional da Liberdade de Imprensa, que é comemorado no dia. "O caminho para a democracia é a informação" foi outra mensagem do noticiário. "Hoje é terça-feira, 7 de junho, Dia Nacional da Liberdade de Imprensa""Nosso gesto, nossa homenagem, é lembrar a importância desse direito fundamental à democracia", acrescentou. No Twitter, os usuários definiram a abertura do Jornal Nacional como "histórica", em grande parte devido aos recentes ataques a profissionais e veículos de mídia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();