Amber não tem condição de pagar US$ 10 milhões a Depp, diz advogada - A Voz da Região

Agora

quinta-feira, 2 de junho de 2022

Amber não tem condição de pagar US$ 10 milhões a Depp, diz advogada

A atriz Amber Heard vai recorrer da decisão de condenação no processo de difamação movida pelo ator Johnny Depp, informou a advogada da atriz, Elaine Bredehoft, durante o programa de TV "The Today Show", nos Estados Unidos, nesta quinta-feira (2). As informações são do G1.Segundo a advogada, a atriz não teria como pagar a quantia de US$ 10,35 milhões a qual foi condenada. Ela também afirmou que Amber está desapontada com o veredito. "Uma das primeiras coisas que ela disse foi: 'Sinto muito por todas aquelas mulheres por aí'", disse na entrevista. "Este é um revés para todas as mulheres dentro e fora do tribunal, e ela sente o peso disso", completou. A atriz se manifestou sobre o resultado do processo na quarta-feira (1º). "A decepção que sinto hoje vai além de palavras. Estou de coração partido que a montanha de evidências ainda não foi suficiente para enfrentar o poder e influência desproporcionais do meu ex-marido", afirma Heard, em comunicado. Casados entre 2015 e 2017, Depp e Amber se processavam mutuamente por difamação: ele alegava que a atriz o difamou em um artigo do jornal "The Washington Post" sobre abuso doméstico publicado em 2018; ela, por sua vez, disse ter sido difamada por um antigo advogado do ator. Na quarta-feira (1º), o júri considerou que a atriz deveria pagar US$ 15 milhões ao ex-marido, valor que foi reduzido para US$ 10,35 milhões, em razão de limites legais da Virgínia. Depp também foi condenado, e deve pagar à ex-mulher US$ 2 milhões. Na entrevista, Elaine disse que a equipe jurídica de Depp trabalhou para "demonizar" Amber no tribunal. Ela lembra do resultado de 2020, no Reino Unido, no qual Depp perdeu o processo por difamação contra o tabloide The Sun, que o chamou de "espancador de esposas". "O tribunal decidiu lá, e não fomos autorizados a dizer isso ao júri, mas o tribunal achou que Depp havia cometido pelo menos 12 atos de violência doméstica, incluindo violência sexual contra Amber", disse Bredehoft durante a entrevista. “Então, o que a equipe de Depp aprendeu com isso? 'Demonizar' Amber e suprimir as evidências." "Tínhamos uma enorme quantidade de evidências que foram excluídas neste caso e que estava no caso do Reino Unido. No caso do Reino Unido, quando chegou, Amber venceu, Depp perdeu", completou. A advogada também falou sobre a influência das redes sociais no julgamento. De acordo com ela, as manifestações nas plataformas tiveram efeito sobre o caso, ainda que os jurados tenham sido instruídos a não procurar nas redes sociais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();