'Dinheiro esquecido': Maior valor resgatado por cliente de banco foi R$ 1,65 milhão, diz diretor do Banco Central - A Voz da Região

Agora

quarta-feira, 30 de março de 2022

'Dinheiro esquecido': Maior valor resgatado por cliente de banco foi R$ 1,65 milhão, diz diretor do Banco Central

Segundo matéria do portal G1 o diretor de Relacionamento, Cidadania e Supervisão de Conduta do Banco Central (BC), Maurício Moura, afirmou que o maior valor sacado desde que o sistema Valores a Receber começou a funcionar foi de R$ 1,65 milhão. Ele deu a informação em um evento de gestão pública, realizado em Curitiba, na terça-feira (29).

"Depois das três primeiras semanas, a grande maioria dos recursos, obviamente, são valores muito pequenos, afinal de contas pouca gente esquece muito dinheiro em uma conta bancária. O maior valor sacado, nas três primeiras semanas, que foi o primeiro período de saque do sistema Valores a Receber, foi por uma pessoa física de R$ 1,65 milhão", afirmou.

"Essa pessoa tinha esquecido ou não sabia que tinha R$ 1,65 milhão em nome dela no sistema financeiro e, graças ao sistema Valores a Receber, recuperou esse dinheiro. Era uma série de cotas de consórcio que havia acabado, a pessoa não foi lá para ver como os grupos tinham acabado e tinha esse valor considerável. Imagino que tenha ficado bastante feliz", complementou Moura.

Até a publicação desta reportagem, o Banco Central não havia informado de qual cidade do país é o cliente milionário. O g1 tenta contato com a assessoria do BC.

A equipe diretiva do Banco Central do Brasil participou na capital paranaense do IV Fórum de Gestão Pública, organizado pela Federação da Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap), no Teatro Positivo.

O evento foi coordenado pela Faciap e contou com o apoio do G7, grupo que reúne as principais entidades do setor produtivo paranaense. O Fórum teve uma programação voltada para empresários e profissionais que operam na área econômica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();