Mulher pede corrida por carro de aplicativo e é encontrada morta dentro de geladeira 22 dias depois - A Voz da Região

Agora

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2022

Mulher pede corrida por carro de aplicativo e é encontrada morta dentro de geladeira 22 dias depois

Lucero Rangel Aburto , 21, uma jovem que foi dada como desaparecida após embarcar em um carro de aplicativo foi dado como morta após seus restos mortais serem ncontrados em uma geladeira na cidade de Tijuana, no México .

A vítima estava a caminho de casa e entrou em um táxi que pediu por meio de um aplicativo em seu celular. Nessa altura vestia « jaqueta branca, calças pretas e ténis », segundo disseram testemunhas ao meio de comunicação local Cadena Noticias .

No domingo, 2 de janeiro de 2022, seus parentes relataram seu desaparecimento. Eles garantiram que, em uma última mensagem de texto, a vítima disse que estava indo para casa depois de pegar um carro de aplicativo depois de deixar o emprego no Cucapah Boulevard.

Desde então, iniciou-se uma intensa busca por Lucero, com a colaboração de uma fundação internacional chamada "Todos Somos Erick Carrillo".

Mas o resultado não foi o que todos queriam: seu corpo foi encontrado em uma casa abandonada na tarde de 24 de janeiro, segundo o portal Notícias Caracol .

A polícia regional foi a encarregada de realizar a inspeção da casa porque os moradores do bairro Terrazas del Valle reclamaram do cheiro intenso que vinha do local.

Uma vez dentro da casa, os agentes notaram que o cheiro parecia vir de uma geladeira. Eles a abriram e dentro encontraram os restos mortais de Lucero em avançado estado de decomposição. Ela estava usando as mesmas roupas em que foi vista pela última vez com vida.

Os familiares de Lucero Rangel aguardam agora que as autoridades mexicanas ajam e não deixem que o crime fique impune. Ainda não houve prisões relacionadas ao crime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();