Procon/SP faz fiscalização em postos de combustíveis de Itupeva - A Voz da Região

Agora

sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

Procon/SP faz fiscalização em postos de combustíveis de Itupeva

Nesta sexta-feira (7) o Procon/SP esteve, em Itupeva, realizando fiscalização nos postos de combustíveis da cidade, agentes estiveram verificando as bombas de combustíveis. Não tivemos informações se foi encontrada alguma irregularidade em algum posto da cidade. 

Combustíveis devem manter preços estáveis em 2022, dizem especialistas

De maneira geral, os preços dos combustíveis foram grandes vilões da inflação de 2021, porém, esse cenário não deve se repetir neste ano, de acordo com a avaliação do coordenador dos índices de preços da Fundação Getúlio Vargas (FGV), André Braz.

Apesar de o petróleo estar retornando para as cotações máximas do ano passado, em torno dos US$ 80 por barril do tipo Brent, outros fatores devem amenizar os preços dos combustíveis, segundo Braz.

“Ano passado teve desvalorização cambial grande e aumento do preço em dólar do petróleo, houve desmobilização da cadeia produtiva, o que está sendo retomado este ano”, disse o coordenador.

O economista ressalta que, apesar de a variante Ômicron estar no radar global, ameaçando a retomada de grandes economias, ela não deve ter o efeito que a pandemia provocou nos anos anteriores (2020 e 2021). “Temos condições de ter preços mais estáveis este ano”, afirmou.

Disparada dos combustíveis em 2021

O diesel foi o combustível fóssil que mais subiu no ano passado (46,8%), na comparação com 2020, segundo o Levantamento de Preços de Combustíveis da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e de Biocombustíveis (ANP). No ano, o ranking ficou assim:


Diesel: 46,8%,

Gasolina: 46,5%,

Gás Natural Veicular: 40,1%, e

Gás de cozinha: 35,8%.

Os aumentos acompanharam o preço do petróleo no mercado internacional, que em um ano de instabilidade subiu cerca de 40%, alavancado pela recuperação da economia global com a evolução da vacinação contra o Covid-19.

O etanol também disparou no mercado interno, com os produtores priorizando a produção de açúcar, em alta no mercado mundial, reduzindo a oferta nacional. Segundo a ANP, nos postos de abastecimento, o etanol subiu 60% no ano passado.

Com informações de > Combustíveis devem manter preços estáveis em 2022, dizem especialistas (suno.com.br)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();