Vendavais de até 109 km/h trazem estragos na formação do ciclone - A Voz da Região

Agora

sábado, 27 de novembro de 2021

Vendavais de até 109 km/h trazem estragos na formação do ciclone

 


O aprofundamento de um centro de baixa pressão entre o Uruguai e o Rio Grande do Sul que dá origem a um ciclone extratropical nesta sexta-feira no oceano organizou, como era previsto, uma linha de instabilidade que avançou pelo território gaúcho e outras áreas do Sul do Brasil ao longo desta quinta-feira. Mais de 300 mil clientes ou cerca de 1 milhão de pessoas estavam sem energia no final da tarde desta quinta-feira por efeito dos fortes temporais de vento que atingiram o Estado, de acordo com as concessionárias.

TEMPO | Porto Alegre agora. A fotografia é de @PriscilaPila. Temperatura de 32°C e pressão atmosférica de 1.002 hPa no Aeroporto Salgado Filho. pic.twitter.com/g3PPWYuxsU

— MetSul.com (@metsul) November 25, 2021

TEMPO | Impressionante registro fotográfico do temporal chegando à região metropolitana de Porto Alegre a partir da zona Norte da capital gaúcha. Fotografia por @lilianedaros. pic.twitter.com/M6RX83Znrw

— MetSul.com (@metsul) November 25, 2021

A linha de instabilidade alcançou a Grande Porto Alegre e os vales depois das 16h com chuva localmente torrencial, muitos raios e ainda fortes a intensas rajadas de vento. Os temporais mais fortes com vento ocorreram na área metropolitana entre Canoas e o Vale do Sinos.

Em Porto Alegre, no aeroporto, as rajadas chegaram a 78 km/h. Na base aérea de Canoas, boletim especial reportou rajadas de 59 nós ou 109,3 km/h. O vendaval foi intenso também no Vale do Sinos com rajadas de 81 km/h em Campo Bom.

Leia matéria completa em - https://metsul.com/vendavais-de-ate-109-km-h-trazem-estragos-na-formacao-do-ciclone/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas