Passageiro acusa motorista de aplicativo de agredi-lo ‘por ser homossexual’ em Jundiaí, vai à delegacia e após confusão é preso - A Voz da Região

Agora

terça-feira, 23 de novembro de 2021

Passageiro acusa motorista de aplicativo de agredi-lo ‘por ser homossexual’ em Jundiaí, vai à delegacia e após confusão é preso




Um desentendimento entre um motorista de aplicativo e o passageiro terminou na polícia, com acusação de homofobia e de agressão em Jundiaí. O caso aconteceu após o rapaz entrar em contato com a Polícia Militar, informando que havia sido agredido pelo motorista do aplicativo, que teria se negado a fazer a viagem em razão de o declarante ser “homossexual”. ]


Na delegacia o passageiro, visivelmente alterado, foi retirado da área de atendimento. Com a chegada do motorista de aplicativo, a vítima ficou mais alterada e começou a gritar que  “arrancaria sua cabeça”. Testemunhas também presenciaram o homem garantir que o motorista se “arrependeria de tudo” e que “chamaria um primo para arrancar a cabeça” do desafeto.


Reclamando da PM, o passageiro alterou com policiais civis, chutando uma coluna da unidade e a danificou, e foi autuado por dano ao patrimônio, motivo pelo qual teve fiança arbitrada em R$ 1,2 mil.


Como não pagou, o homem foi recolhido em uma cela do Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista para aguardar audiência de custódia. A PM não informou qual versão o motorista de aplicativo deu sobre o caso.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas