Caso de motociclista morto na Rodovia Hermenegildo Tonoli ganha espaço em rede nacional - A Voz da Região

Agora

segunda-feira, 22 de novembro de 2021

Caso de motociclista morto na Rodovia Hermenegildo Tonoli ganha espaço em rede nacional







 A morte do motociclista na manhã do último dia 18, após um acidente de trânsito com um carro popular na Rodovia Hermenegildo Tonoli, sentido Itupeva, no trecho próximo a rotatória que leva a empresa Sadia, causou revolta nos moradores da região e ganhou o território nacional com a Reportagem exibida pela rede Record.  


A matéria trouxe ao grande público passo a posso do acidente na via, quando o carro bateu no muro de proteção da pista e ao dar ré acabou por bater na moto, logo após a vítima cair no asfalto acabou por ser atropelado por uma carreta. Isso tudo aconteceu por volta das 11h30, mas por um erro de comunicação entre a Polícia Rodoviária e a Civil, o corpo do rapaz ficou ao relento até as 20h. A demora para a remoção da vítima gerou até um protesto na via, no mesmo dia do acidente, no qual, amigo, familiares e outras pessoas que se revoltaram com o caso fecharam a pista sentido Itupeva até que o corpo fosse retirado. 


“Tivemos uma informação hoje que só foi ser comunicado para a Polícia Civil o acidente às 15hs. Então o que causa estranheza para nós é que durante o meio dia e meio até as 15hs, onde que estava a informação do acidente? Quem era o responsável para passar a informação para eles (polícia)?“ questionou Felipe Alves, primo da vítima, a reportagem da Record. 


Quem também deu entrevistas foram os Vereadores Ana Paula Marciano e Duzinho, que fizeram um Ofício encaminhado ao delegado Dr. Marcos, pedindo esclarecimentos pelos fatos ocorridos no dia 18. 


“Existe uma mãe chorando, existe uma família chorando, e nós não podemos mais permitir que esse descaso aconteça, foram muitas horas do corpo desse jovem aqui no acostamento, e nós como representantes legais da população não vamos mais admitir que isso aconteça” destacou a Ana Paula Marciano a Record. 


“ Na próxima sessão vamos abrir discutindo este caso, vamos discutir junto com o legislativo de Jundiaí também, para que não aconteça mais este tipo de situação”, frisou Duzinho na entrevista. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas